MENU

Letra da Música

Segunda-Feira - Dan Lellis


Original
Traducción al Español
English Translation
Hielo - Daddy Yankee
FAKE LOVE - BTS
Quiero Decirte - Sebastián Yatra
TRIP - MODE$TIA (MODESTIA)
Dónde Estarás - J. Balvin
Dinero - Jennifer Lopez feat. DJ Khaled, Cardi B
Fall In Line - Christina Aguilera feat. Demi Lovato
This Is America - Childish Gambino
My Life Is Going on - La Casa De Papel
甘えちゃってSorry - AYA a.k.a. PANDA
Don't Go Breaking My Heart - Backstreet Boys
Piso - Bhavi ft. Ecko
Back To You - Selena Gomez
Top 1 FR - Habitué - Dosseh
Top 1 AR - Dimelo - Paulo Londra
Top 1 BR - JOGO DO AMOR - MC BRUNINHO
Top 1 DE - FAME - Kontra K feat. RAF Camora
Top 1 TR - Şehrin Yolu - Feride Hilal Akın
Top 1 NL - Money Komt, Money Gaat - Josylvio
Top 1 RU - FAKE LOVE - перевод по-русски - BTS
Top 1 MX - Besame - Bhavi feat. Seven Kayne
Top 1 IT - OPS - Mr. Rain X Elisa Maino
Top 1 PL - Płuca Zlepione Topami - GUZIOR
Top 1 TH - ถ้าเธอต้องเลือก - ILLSLICK
Top Viral - Dame Tu Cosita - El Chombo
TOP Funk - Retrato - MC Livinho

Segunda-Feira - Dan Lellis | Letra da Música

Tão falando que eu bebo, e que eu fico virado
Só ando acelerado...
Dizem que eu bebo demais, tem nada a ver
Dizem que eu viro demais, tem nada a ver
Dizem que eu amo demais, tem nada a ver
Dizem que eu corro demais, tem nada a ver

Só não dizem, que não é minha, essa culpa inteira
Que quando eu junto com meus manos, a rua és rueira
Nós sempre viro a noite, e ainda é Segunda-Feira
Já tô sem eira, nem beira



Vai toma esse como da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz, que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem lei

Toma esse copo da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz, que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem lei



Todos os lençóis da cama já tão batizados
Na prateleira minha coleção de destilados
No pé de guerra diário, com meus “vizin” do lado
“Pros" que tenta do dormir, deixa claro que eu tô virado
Acontece que a química do álcool meche com a minha mente
E a bebida toma conta do meu subconsciente
E assume o comando, me leva aonde ela quiser
Me faz perder meu juízo nas curvas dessa mulher

Só não dizem, que não é minha, essa culpa inteira
Que quando eu junto com meus manos, a rua e a zoeira
Nós sempre viro a noite, e ainda é Segunda-Feira
Já tô sem eira, nem beira



Vai toma esse como da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem lei

Toma esse copo da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem "frei"



Dizem que eu bebo demais, tem nada a ver
Dizem que eu viro demais, tem nada a ver
Dizem que eu amo demais, tem nada a ver
Dizem que eu corro demais, tem nada a ver

HaHaHa...
Eu tentei avisar, eu tentei avisar
Toma esse copo da minha mão!
Toma!



Tão falando que eu bebo, e que eu fico virado
Só ando acelerado...
Dizem que eu bebo demais, tem nada a ver
Dizem que eu viro demais, tem nada a ver
Dizem que eu amo demais, tem nada a ver
Dizem que eu corro demais, tem nada a ver

Só não dizem, que não é minha, essa culpa inteira
Que quando eu junto com meus manos, a rua és rueira
Nós sempre viro a noite, e ainda é Segunda-Feira
Já tô sem eira, nem beira



Vai toma esse como da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz, que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem lei

Toma esse copo da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz, que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem lei



Todos os lençóis da cama já tão batizados
Na prateleira minha coleção de destilados
No pé de guerra diário, com meus “vizin” do lado
“Pros" que tenta do dormir, deixa claro que eu tô virado
Acontece que a química do álcool meche com a minha mente
E a bebida toma conta do meu subconsciente
E assume o comando, me leva aonde ela quiser
Me faz perder meu juízo nas curvas dessa mulher

Só não dizem, que não é minha, essa culpa inteira
Que quando eu junto com meus manos, a rua e a zoeira
Nós sempre viro a noite, e ainda é Segunda-Feira
Já tô sem eira, nem beira



Vai toma esse como da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem lei

Toma esse copo da minha mão!
Que quando eu bebo, toco o frevo e faço elas cair no chão
Depois não diz que eu não avisei
Bebo pra ficar louco, e confesso que com álcool fico sem "frei"



Dizem que eu bebo demais, tem nada a ver
Dizem que eu viro demais, tem nada a ver
Dizem que eu amo demais, tem nada a ver
Dizem que eu corro demais, tem nada a ver

HaHaHa...
Eu tentei avisar, eu tentei avisar
Toma esse copo da minha mão!
Toma!


Mais de sanderlei.com.br

Música - Song
Em alta - Trends - Hot Videos
Tudo que rola no mundo musical, incluindo Billboard hot 100, música brasileira e muito mais.

PDF Domínio Público
Livros em PDF para Download
Lista completa de Livros em PDF para Download em Domínio Público

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira

Blogs
Blogs by Sanderlei
Letras , Lyrics , Poesia , Economia , História e Geografia de Santa Catarina , São Paulo , Paraná e Mato Grosso do Sul.